Automedicação x Dependência Química

cuidado-com-a-automedicacaoA automedicação e o uso inadequado de certas substâncias podem gerar graves complicações para a saúde. O ser humano que simplesmente resolve se medicar, sem prescrição e acompanhamento médico, pode estar colocando sua vida em risco. A automedicação é uma prática comum no Brasil. Estudos indicam que pelo menos 35% dos medicamentos no Brasil são adquiridos sem prescrição médica. No entanto, poucos sabem que isto pode causar problemas de saúde, como reações alérgicas, intoxicações e mesmo dependência química. Em boa parte dos casos, a indicação vem de familiares ou amigos que já tiveram quadro clínico parecido e que desconhecem o fato de que cada organismo reage de forma diferente aos remédios. Ou seja, não é porque uma medicação teve efeitos positivos em alguém conhecido que trará benefícios à pessoa que apresenta um problema semelhante.

Alguns medicamentos, como analgésicos, vitaminas, antiácidos, laxantes e descongestionantes nasais, são vendidos sem prescrição médica. Isso, porém, não significa que não façam mal à saúde. Eles podem agravar doenças, mascarar sintomas ou até mesmo ter efeitos colaterais como intoxicação, dependência química e reação alérgica. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as reações adversas a medicamentos representam mais de 10% das internações hospitalares.

Outro problema grave da automedicação é a interação com outros medicamentos. Essa situação acontece quando a pessoa está tomando um medicamento e, diante de um novo quadro clínico, decide usar outro remédio por conta própria. No entanto, os componentes dos dois medicamentos podem reagir um com o outro, agravando a situação ou acarretando um novo problema.

A sociedade médica se preocupa e sempre alerta para este grande mal, mas às vezes o difícil acesso à uma consulta, ou mesmo a uma receita médica, faz o cidadão comprar remédios por sua própria conta licitamente ou até ilicitamente, com contrabandistas de remédios ou mesmo através de profissionais que burlam as normas para ganhar mais dinheiro.

Se o Brasil é um dos campeões mundiais da automedicação o motivo é a ignorância no assunto e também a facilidade de conseguir os remédios não receitados por um médico.

O uso de medicamentos em crianças sem indicação clínica é ainda mais grave e pode levar à intoxicação – podendo até ser fatal. Apesar de esta informação ser amplamente difundida em todos os meios sociais, muitos pais insistem nessa prática irresponsável.

Segundo especialistas, alguns pais são muito pouco cuidadosos com os seus filhos e tendem a administrar medicamentos indiscriminadamente, como aqueles para tosse ou resfriado. É ainda uma questão cultural!

Assim como as crianças, os idosos, em muitos casos, dependem de terceiros para medicá-los, que infelizmente também o fazem sem nenhuma orientação médica.

Nessa fase da vida, segundo relatórios relacionados à pesquisa de ingestão de medicamentos, os riscos aumentam porque a maioria dos remédios são pesquisados e desenvolvidos com base em estudos realizados em pessoas jovens, quando o corpo reage de uma forma diferente às substâncias químicas.

Nos idosos, a absorção e a distribuição são diferenciadas, podendo produzir efeitos indesejáveis. Os efeitos colaterais e os sintomas proporcionados pela automedicação podem confundir o quadro clínico, promover o acúmulo das substâncias e acentuar determinadas tendências.

Então fica a dica da clínica Grand House, que luta a favor de uma vida sem drogas: nunca se automedique, ou automedique crianças ou idosos, tenha sempre a orientação de um médico!

http://www.grandhouse.com.br
Tel: 4483-4684 //  4483-4524 //  2649-2841

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s