Você já se perdoou?

foto-sergio2Com freqüência passamos por situações que nos causam sofrimento provocadas por amigos, cônjuges, familiares, chefes, colegas de trabalho e em cada situação, por reagirmos com inabilidade ao não termos conseguido o que queríamos, cria-se um sentimento negativo.

Alimentamos rancores, sofrimentos e sentimentos diversos que nos incomodam. Algumas pessoas lidam com circunstâncias dolorosas sem se aborrecerem e adaptando-se à dificuldade, porém a grande maioria desenvolve mágoas e permanecem atoladas nela durante anos.

Ao guardar ressentimentos ou apegar-se a mágoas, a vida pessoal e profissional é desorganizada, tomam-se decisões equivocadas e liberam-se no corpo substâncias químicas associadas ao estresse.

A raiva ou mágoa mantida por um período longo quase sempre é inútil, levando à frustração, desesperança, relacionamentos arruinados e problemas de saúde.

A vida não é perfeita, mas podemos aprender a sofrer menos. Podemos aprender a perdoar e podemos aprender a nos curar.

O perdão significa que encontramos a paz de espírito, embora estivéssemos sofrendo e fôssemos maltratados. Perdoar significa tocar a vida para frente, significa que ficamos mais responsáveis por como nos sentimos; que aprendemos a assumir os acontecimentos dolorosos em termos menos pessoais.

freedom-350x230-1O perdão significa que nos reconectamos com a intenção positiva. Significa mudar a história sobre a mágoa e que tomamos melhores decisões para orientar a vida; nos faz sentir melhor.

Podemos escolher entre ficar paralisados na dor e frustração do passado ou buscar o potencial do futuro. É uma opção que todos podemos fazer e é uma opção que nos conduzirá a uma vida mais saudável e feliz.

Esquecer e perdoar: processo complicado?

Pode ser complicado tentar esquecer algo, pois cada tentativa pode nos lembrar justamente da coisa que tentamos deixar para trás. A dica seria entender que perdoar não significa considerar que não houve dano, perdoar não significa que passaremos a gostar do que aconteceu. Minha visão do perdão seria: Perdoar é combinar consigo mesmo que vai parar de focar no que aconteceu e passará o seu olhar para novas situações. Eu considero que perdoar é muito mais um ato voltado para nós mesmos do que voltado àquele que nos causou dano.

Qual a importância do perdão na recuperação da dependência química?

Os 12 passos nos ensinam o quanto é importante perdoar e ser perdoado. Um dos principais objetivos dos 12 passos, além de atingir a sobriedade, é de conscientizar a todos os dependentes que existe uma necessidade de reconhecimento de que ele é impotente perante o álcool e as drogas, conscientizá-lo dos seus erros e atitudes do passado e repará-los através do amor e do perdão.  

A partir do momento que o dependente químico encaixa em sua vida todos os DOZE passos, ele começa com maior facilidade a dominar suas vontades e a prática deles em sua rotina diária o ajuda a ter maior facilidade para manter a sua sobriedade e permanecer em recuperação com um coração livre de culpa, rancor e mágoas.

Viver com mágoas é viver em prisão! Liberte-se! Busque ajuda!

Sergio Castillo
Clínica Grand House
www.grandhouse.com.br
Tel: 11 4483-4524 / 4419-0378

Siga-nos em nossas fan pages: 
O Piloto por Uma Vida Sem Drogas 
Por Uma Vida Sem Drogas 
Clínica Grand House
Clínica Grand House – Por Uma Vida Sem Drogas

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s