Como funciona a manipulação de um adicto?

A manipulação é um dos comportamentos e ferramentas mais fortes utilizadas pelo adicto e por seus codependentes. É um recurso que impede a recuperação e faz da vida tanto do dependente quanto da família um verdadeiro caos.

No geral, o dependente químico tem uma grande habilidade para manipular pois seu forte objetivo é continuar sua dependência e para isso ele irá arrumar diversas desculpas para não fazer o que precisa ou para fazer o que sabe que não deve.

Ele passa a mentir cada vez mais e vai perdendo gradativamente os valores éticos e morais e para isso utilizará várias formas de manipulação: racionalização, responsabilização de terceiros, negação, minimização, rigidez mental, pressões e ameaças

O dependente químico geralmente é convincente em seus argumentos, pois o importante é conseguir o que se almeja, seja ao custo que for, e este é um estágio em que parece que o adicto se torna claramente egocêntrico ou embotado de qualquer sentimento. Com o avanço de sua dependência, o adicto passa a ver todos apenas como meios para se chegar a um único fim (a droga), tudo é direcionado à droga.

Um dos pontos crucias da manipulação usado na dependência química é a vitimização. Ser sempre a vítima é um dos truques do dependente químico para conseguir mais compreensão, seja com comportamentos que não estão dentro dos parâmetros habituais ou para conseguir alimentar seu uso de droga.

É preciso estar fortalecido e munido de ferramentas terapêuticas para não ceder à manipulação de um dependente químico, pois quando vemos a quem amamos sofrendo a tendência é querer sanar imediatamente a dor.

No entanto, no caso da dependência química, é preciso perceber que a dor momentânea é necessária como caminho para a recuperação.

Algumas atitudes importantes para lidar com a situação são, por exemplo, não deixar que o manipulador faça com que você se sinta culpado, seja com palavras, críticas ou ações. Além disso, em alguns casos, dependentes químicos passam a fazer as mais diversas ameaças.

É importante se manter forte e contar com a equipe de tratamento para ajudar você a perceber que essa é uma “jogada”. Você também pode quebrar o ciclo da codependência ao deixar de alimentar o jogo doentio do dependente (brigas, culpas, acusações), você se libertará do círculo vicioso que ajuda a piorar a doença. Aprenda a se afastar e a dizer “não”!

Clínica Grand House
http://www.grandhouse.com.br
Tel: 11 4483-4684

Siga-nos em nossas fan pages:
Clínica Grand House
Clínica Grand House – Por Uma Vida Sem Drogas
Por Uma Vida Sem Drogas
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s